sexta-feira, 29 de julho de 2011

Religião x Amor...Como lidar com as diferenças.

 Você é judia. Ele católico. Você é espírita. Ela é crente. Você é budista. Ele é ateu...


Antigamente era proibido e muito mal visto pessoas de crenças diferentes se casarem. Com o tempo, a tradição de perpetuar a religião através do casamento foi diminuindo, porém ainda hoje, algumas famílias não aceitam muito bem a escolha de seus filhos.

Quando se têm familiares e amigos contra o casamento, muito stress é gerado e só dificulta vida de duas pessoas que se amam e que estão aprendendo uma nova vida juntos. Além disso, o próprio casal já tem muitos pontos de diferenças que precisarão trabalhar e resolver juntos.

Se apenas uma pessoa é praticante de alguma religião é mais fácil: o outro se converte e decidem juntos qual religião será à base dos filhos. Porém, quando os dois são praticantes começa o primeiro problema: quem vai se converter? Mesmo que entrem em um acordo, se a família se opõe ou não dá o suporte necessário, pode resultar em muitos sentimentos dolorosos como culpa, rejeição e dor.

Decidiu se casar com alguém de outra religião? Agora vocês terão que definir qual será o tipo de cerimônia escolhida, quais serão os votos e quem presidirá a cerimônia. Não é fácil, ainda mais se as duas famílias forem religiosas. Você ouvira críticas o tempo todo. Eles precisarão estar preparados para lidar com esses obstáculos de uma maneira de honre os valores de cada um dos noivos.

A tradição e costume de cada religião incluem simbologias, comidas, feriados, celebrações muito específicas. Pode ser muito desconfortante estar com uma família que professa outra fé, e você não sabe o que esperam de você. Pessoas nessa situação podem se sentir em território estrangeiro e até mesmo ofender alguém por falta de conhecimento.

É essencial que o casal converse a respeito das tradições e costumes próprios da sua religião. Imagine a morte de alguém na família. Cada tradição lida com a morte de uma maneira muito particular, e nesse caso é muito importante entender como você deve suportar o(a) seu(sua) parceiro(a) num caso desses.
No dia de celebrações festivas de cada religião, convidar os familiares do(a) seu(sua) parceiro(a) será um desafio. Ao mesmo tempo em que o casal vai querer uma comemoração pacífica, eles também querem que suas respectivas famílias se sintam bem. Se você se enquadra nesse perfil de pessoa, saiba que é normal ter um tempo para acertar e entender as tradições do outro.

Outro ponto muito importante é a conversa sobre como vão educar os filhos. Cada religião possui formas específicas de lidar com o nascimento de uma criança e o casal precisa estar alinhado a isso. Não pode esperar a criança nascer para definir o que será feito. É importante também deixar os parentes avisados sobre a decisão de vocês. Muitos casais, hoje em dia, ensinam as duas religiões e deixam à criança escolher qual seguir quando tiver maturidade para isso.

A base de um relacionamento saudável nesse caso é a conversa, aberta, franca e madura. Se existem valores que são muito importantes para você, não passe por cima. Discutam e entendam juntos que caminho seguir.

Mas lembrem-se, no fundo toda religião fala de amor e de uma maneira para buscar o equilíbrio e a fé. Portanto, não faça disso um obstáculo para um casamento de sucesso e para uma vida com o amor da sua vida!


http://Fonte:www.portaldoamor.com.br

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Quem trai mais os homens ou as mulheres.

 


Já foi a época em que a infidelidade era muito mais relacionada aos homens, agora as traições também são atribuídas ao sexo feminino. Tornou-se mais fácil ter um caso extraconjugal com a liberdade que as mulheres adquiriram ao longo da história.

Acho que atualmente não dá mais para saber quem trai mais, pois a liberdade está ai e muitos escolhem a liberdade do que um compromisso sério e duradouro com apenas uma pessoa. Muitas pessoas traem porque não tem vergonha na cara ou então porque não sentem mais nada pelo parceiro só que não sabe como chegar e terminar. Esta segunda opção normalmente acontece quando estamos casados, pois com o passar do tempo tudo vira uma rotina e há uma enorme distância entre os dois, onde o homem acha que não precisa mais conquistar a mulher e a mulher acha que não precisa mais se arrumar e só usa roupas que a deixa feia e com isso conseqüentemente o seu marido vai procurar alguém que o atraia e com isso desencadeia a traição. 

Outra coisa que ajuda e muito o casal trair um ao outro são os filhos, os quais não dão um minuto de sossego para os pais ficarem juntos. Mas, cada ser humano tem o seu jeito de ser, pois algumas se cuidam até demais que nunca tem tempo para o marido e outras nem sabe mais o que é vestir uma roupa bonita e os homens alguns só sabem beber e sair com os amigos e jogar futebol e ficar gordo. Todo mundo sente prazer em alguma coisa e quando vê que aquilo não acontece mais com ele vai à procura de alguém que lhe dê atenção e ao mesmo tempo preencha todo o vazio que está sentindo ao seu lado. Esse sentimento é comum tanto no homem quanto na mulher. Antigamente quem mais traia eram os homens, porém as mulheres amadureceram e também estão dando o troco em seus maridos, os quais colocam a culpa de todos os problemas em cima delas. A culpa é dos dois que não sentaram e conversaram para ver o que teriam que mudar.

 A traição pode acontecer por perda de sentimento ou então por não conseguir obter o prazer com a sua mulher. Quando há a perda de sentimentos o mais indicado é não ir e trair e sim conversar e pedir o divórcio mais sem brigas, afinal vocês se amaram por muito tempo. E quando o marido ou a mulher só trairão porque não estava se sentindo completo não significa que ele não queira mias nada com a família, ele só procurou algo que preenchesse o vazio que estava sentindo. É algo muito complicado porque ninguém quer ser traído, mas quando estamos em uma situação que o prazer fala mais alto esquecemos-nos do mundo e mergulhamos de cabeça pensando que ninguém jamais vai descobrir, porém a mentira tem perna curta e sempre por mais tarde que isso aconteça alguém descobre. 
                                           
Fonte: www.mulhersexofragil.com.br











Criança vê, criança faz!

  

O que decidimos ensinar aos nossos filhos vai além das palavras, os mais eficazes aprendizados se dão pelo exemplo. Tudo o que fazemos e dizemos tem sempre um olhar observador e um ouvido atento, por mais que nós não percebamos. Filhos são observadores sutis. Seus filhos podem não falar nada, mas certamente estarão tirando suas conclusões. Todas as experiências observadas ficam impressas na mente. Crenças, valores e exemplos apreendidos vão estar presentes no momento em que estiverem em situações semelhantes.

Nós pais, somos os primeiros modelos de vida para nossos filhos e é através dele que as crianças procuram entender o mundo. É de onde vão tirando as suas conclusões do que é certo/errado, bom/ruim, o que podem ou não fazer. Não adianta nada você falar para seu filho que ele não pode mentir se ao tocar o telefone você diz: “Se for para mim diga que eu não estou.” Os exemplos falam mais do que as palavras. “As crianças fazem o que vêem fazer, não o que lhes dizem para fazerem”.

Um psicólogo chamado Alfred Bandura pesquisou um processo que ficou conhecido como “Aprendizado Social”. Ele separou dois grupos de crianças e as levou para uma sala repleta de brinquedos variados, entre eles um joão-teimoso. O primeiro grupo brincou à vontade com os brinquedos, inclusive com o joão-teimoso. O segundo grupo, antes de entrar na sala, assistiu a um vídeo em que uma criança começava a brincar com o joão-teimoso e levava uma bronca enorme de um adulto, que lhe dizia para não tocar no boneco. Depois de assistirem ao filme, as crianças foram conduzidas para a mesma sala de brinquedos do primeiro grupo. Bandura notou que as crianças brincaram à vontade com os brinquedos menos com o joão-teimoso, que ninguém tocou. Ou seja, ninguém lhes disse para não brincar com o boneco, mas viram o que aconteceu com a criança que se meteu a fazê-lo e acharam melhor procurar outro brinquedo.

Esta pesquisa é um bom referencial de que as crianças não aprendem só com a própria experiência, mas especialmente com a experiência de outros.

É de extrema e vital importância estarmos atentos aos ensinamentos que queremos passar para nossos filhos, pois as nossas crenças originais permanecem conosco e continuam a influenciar nosso modo de ser e pensar durante anos.
O vídeo acima foi produzido por uma ONG Australiana para uma campanha sobre o tema: Criança vê, criança faz!

Fonte: 
lila-conversandocomospais.blogspot.com



"Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele". Provérbios 22:6

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Remédio Natural Para Memória.




Se você anda meio esquecida e com a memória falhando então deveria experimentar um remédio natural que é excelente contra a perda de memória e aumentar a capacidade de aprendizado. O remédio natural é o chá de alecrim que além de ajudar a recuperar a memória de forma natural e saudável também tem outros benefícios para o nosso organismo como por exemplo:

* Ajuda a recompor o sistema nervoso após uma longa atividade intelectual.
* Ajuda o corpo a assimilar o açúcar, por isso é ótimo para diabéticos.
* É digestivo e sudorífero.
* É excelente contra anemia, menstruação insuficiente e problemas de irrigação sanguínea.
* É excelente contra resfriado e bronquite.
* É indicado para tendinite e dores musculares.
* É indicado para problemas no coração, como arritmia cardíaca.
* É ótimo contra cansaço mental e estafa.
* É ótimo contra perda de memória e aumenta a capacidade de aprendizado.
* É ótimo para a saúde da pele e contra lesões e queimaduras.
* É útil contra queda de cabelo e caspa. Nesses casos, pode-se beber o chá e enxaguar o cabelo com ele.
* Equilibra a temperatura do sangue e de todo o corpo.
* Estimula o metabolismo, agindo no fígado e melhorando a irrigação dos órgãos.
* Fortalece o centro vital e age em todo o organismo.

Agora depois de saber todos os benefícios do chá de alecrim para a saúde  aprenda abaixo a receita.
Remédio Natural para memória – receita de chá de alecrim
Para fazer a infusão acrescente uma colher de chá rasa de alecrim para uma xícara de água ou uma colher de sopa para um litro.  Coloque a água para ferver , apague o fogo e jogue a erva lavada dentro. Quando amornar, está pronta para beber. Tome o chá sem açúcar , se preferir adoce com mel.
NOTA IMPORTANTE : O chá é contra-indicado para mulheres grávidas.
Fonte: todaperfeita.com.br

Soube que me amava.



 


Desde o princípio quando com você sonhei
Desde o momento em que os meus olhos levantei
Desde esse dia em que sozinha eu estava
Foi quando o seu olhar no meu se encontrou.
Soube que me amava, entendi
Soube que buscava mais de mim
Que muito tempo me esperou, e então cheguei.
Soube que me amava, entendi
Eu já não podia resistir, e com um beijo e com amor
Te entreguei meu coração, me apaixonei
E quando longe eu estava
Percebi que o teu carinho e o teu amor
Eram pra mim como um sussurro,
Ouvi tua voz no meu silêncio
Me chamando cada dia mais pra ti.

Soube que amava, entendi.
Eu já não podia resistir, e com um beijo e com amor
Te entreguei meu coração, me apaixonei.
Me apaixonei!
Estou aqui!
Intérprete: Aline Barros
   
É tua vida a minha própria vida, e trago em mim tua alma adormecida... (Abgar Renault) 

quinta-feira, 7 de julho de 2011

O Caminho da Vida.





O caminho da vida pode ser o da liberdade e da beleza, porém nos extraviamos.

A cobiça envenou a alma dos homens... levantou no mundo as muralhas do ódios... e tem-nos feito marchar a passo de ganso para a miséria e morticínios.

Criamos a época da velocidade, mas nos sentimos enclausurados dentro dela. A máquina, que produz abundância, tem-nos deixado em penúria.

Nossos conhecimentos fizeram-nos céticos; nossa inteligência, empedernidos e cruéis. Pensamos em demasia e sentimos bem pouco.

Mais do que de máquinas, precisamos de humanidade. Mais do que de inteligência, precisamos de afeição e doçura. Sem essas virtudes, a vida será de violência e tudo será perdido.

(O Último discurso, do filme O Grande Ditador)





Charles Chaplin

sábado, 2 de julho de 2011

Sucos que dão energia e desintoxicam.

Foto: Dreamstime 

Suco de cenoura, repolho e maçã
· 5 cenouras
· ¼ de repolho verde pequeno
· ½ maçã
                                                                                                       
Suco de cenoura, couve, salsinha e maçã
· 5 a 6 cenouras
· 4 folhas de couve
· 4 galhinhos de salsinha
· ½ maçã

Sucos de couve com laranja lima
· 1 cenoura grande
· 2 dedinhos de raiz de gengibre
· 1 pepino
· 2 folhas de couve manteiga
· 1 laranja lima


Modo de preparo
Bata os ingredientes no liquidificador e inclua água a gosto. Evite utilizar açúcar refinado ou adoçantes que contenham aspartame e ciclamato. Para dar um gostinho especial ao suco, prefira incluir mel puro, de acordo com sua preferência, ou utilize aspartame natural – aqueles com princípio de frutose ou sucralose, facilmente encontrados no mercado. 




Consultoria: Dra. Daniela Jobst, nutricionista e pós graduada em Nutrição Clínica Funcional e Bioquímica do Metabolismo pela VP/Consultoria Nutricional/Divisão de Ensino e Pesquisa


mdemulher.abril.com.br
Tema Viagem. Imagens de tema por Galeries. Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog