segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Almas gêmeas.




Afinidades, energias sutis, envolvimentos que alimentam, nutrem e encantam o coração, a mente, a profundeza de almas que ao se encontrarem em qualquer época da vida, sentem ao mesmo tempo o brilho do sol, perfume das rosas, o som dos pássaros na brisa do mar, o sabor doce do néctar, o contato de peles que somam o amor, a amizade, o respeito, a vontade de estar ao lado um do outro, como fontes iluminadas, que somente almas gêmeas podem apreciar, sensibilizar e perpetuar o tempo na companhia do outro.
A vida promove encontros e situações que embora pareçam obstáculos, desatinos ou até sofrimentos são pontes, caminhos ou até direções impostas para que o destino apresente a sua marca, isto é, fortifique por meio da vontade e do trabalho, o encontro de almas gêmeas, almas que anseiam por propósitos e desejos semelhantes, almas que aumentam sua luz no momento deste encontro.
Qualquer pessoa, homem ou mulher, deve vibrar na sintonia de uma vida iluminada pelo sol e aquecida por um coração repleto de ternura, além de sentir o gosto doce do mel e o toque macio de um tecido confortável, desta forma a vida se enfeita e encanta e encanta as veredas do destino e elabora no tempo certo o encontro de almas que se completam, almas que sentem o cuidado de alegrar e motivar o outro, pois somente é a alma gêmea aquele que sente no seu coração a dor do outro e coloca ataduras para amenizar e cicatrizar a dor do outro.
 Mas em face disto as almas gêmeas reconhecem a gratidão e o valor de que tem pelo outro, em todas as horas da vida, seja no triunfo, seja nas horas difíceis, seja nas festas ou nos momentos cruciais, a alma gêmea sempre abrirá seu coração, sua janela, sua respiração para que a outra alma receba um amor iluminado e sem fim.
Com certeza almas com grau de afinidade especial, vão reconhecer que são almas gêmeas, pois a esperança, a alegria, o encanto no olhar vão renascer a cada dia ao se reencontrarem, na mesma ponte que uniu estas vibrações, a ponte da força universal da vida, que simboliza o amor infinito e atemporal que volta no momento certo que uma alma gêmea acorda um dia e reconhece sua outra alma gêmea está no mesmo caminho do seu propósito que é sem dúvida o encontro da felicidade e da plenitude com a benção divina.


Dra. Miriam ZelikowskiTexto de Miriam Zelikowski - www.reiki-cabala.blogspot.com






Tema Viagem. Imagens de tema por Galeries. Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog