domingo, 25 de março de 2012

Tipos de aborto e suas consequências.


 Um fotógrafo que fez a cobertura de uma intervenção cirúrgica para espinha bífida, realizada dentro do útero materno num feto de apenas 21 semanas de gestação, numa autêntica proeza médica, nunca imaginou que a sua máquina fotográfica iria registar talvez o grito a favor da vida mais eloquente conhecido até hoje.

METÓDOS DE ASSASSINATO.


Esse tipo de morte é a mais fria. Consiste em esquartejar o feto ainda dentro do ventre da mãe. Como qualquer ser humano, ele sente dor e medoUm feto de apenas um mês ao ser perseguido por algum objeto introduzido dentro do útero tenta desesperadamente fugir, mas não tem escapatória. Seus movimentos e a aceleração de seu pulso são sinais não só de que está vivo como também de seu instinto de sobrevivência.




A foto mostra partes de um feto. Nesse tipo de aborto, o “médico” suga o bebê e tudo que o envolve, despedaçando-o. Uma outra maneira de deixá-lo nesse estado é dando à mãe um remédio, muitas vezes vendido em farmácias, que fará o útero expelir tudo o que estiver em seu interior.




Esta é uma das mais lentas e dolorosas maneiras de morrer: o abortista retira o líquido amniótico de dentro do útero e coloca uma substância contendo sal. Em algum tempo, a criança morrerá, será retirada de sua mãe e, finalmente, jogada no lixo.




Esse método de assassinato é chamado de “parto parcial”. Nesse caso, puxa-se o bebê para fora, deixando apenas a cabeça dentro, já que ela é grande demais. Daí, introduz-se um tubo em sua nuca, que sugará a massa cerebral, levando-a à morte.

DOIS TIPOS DE ASSASSINATO:





Sucçao e aspiração:


Liga-se esta ponta ao aparelho de sucção, no qual irá evacuar completamente os produtos da concepção. A sucção afrouxa delicadamente o tecido da parte uterina e aspira-o, provocando contrações do útero, o que diminui a perda de sangue. Com a anestesia local, usa-se uma injeção de Ergotrate para contrair, o que pode causar náusea e vômitos.


Curetagem:

Este tipo de aborto é muito perigoso, por que pode ocorrer perfuramento da parede uterina, tendo sangramento abundante. Outro fator importante é que se pode tirar muito tecido, causando a esterilidade. Na curetagem é feita a dilatação do colo do útero e com uma cureta (instrumento de aço semelhante a uma colher) é feita a raspagem suave do revestimento uterino do embrião, da placenta e das membranas que envolvem o embrião.

CONSEQUENCIAS


Fala-se muito de aborto, poucas vezes, porém, se fala de suas complicações, seus danos e conseqüências. Por essa razão, apresentamos estas observações, para sua informação e reflexão.


  
Não soube do mundo....Renato de Azevedo

Não brincou com elas
nem soube que havia.
Não roubou maçãs,

não ouviu os grilos,

não apanhou rãs

nos charcos tranquilos.


Nunca teve um cão,

vadio que fosse,

a lamber-lhe a mão

à espera do doce.

Não soube que há rios

e ventos e espaços.



E invernos e estios.

E mares e sargaços.

E flores e poentes.

E peixes e feras

-as hoje viventes

e as de antigas eras.

Não soube do mundo.

Não viu a magia.

Num breve segundo,

foi neutralizado

com toda a maestria.


Com as alvas batas,

máscaras de entrudo,

técnicas exatas,

mãos de especialistas

negaram-lhe tudo

( o destino inteiro…)

 porque os abortistas
nasceram primeiro. 

Do Blog: reporterdecristo.com 


  

Tema Viagem. Imagens de tema por Galeries. Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog