sexta-feira, 5 de abril de 2013

Sofrer por amor faz mal para o coração.


Síndrome do Coração Partido afeta quem vive períodos de tristeza.

Quem nunca falou que estava de coração partido depois de terminar um relacionamento ou viver uma decepção amorosa? Mais do que trazer angústia, sofrer por amor pode fazer mal à sua saúde. Conhecida como Síndrome do Coração Partido, a doença afeta o sistema cardiovascular de pessoas que vivem um longo período de tristeza. Dor no peito e taquicardia ao pensar no ser amado são os principais sintomas que caracterizam o distúrbio.
De acordo com a cardiologista Ana Camarozano, o fator emocional tem grande influência no funcionamento do coração. A especialista acredita que a ansiedade, a depressão e o estresse causados pelo fim de uma relação amorosa podem prejudicar a saúde cardíaca. "É possível que a Síndrome evolua para o surgimento de uma arritmia cardíaca e até cause o infarto, especialmente em pacientes que têm histórico na família ou tenham predisposição a problemas cardíacos", alerta a médica.
Por outro lado, guardar emoções como ódio, rancor ou mágoa reflete negativamente no organismo, permitindo que os órgãos do corpo liberem grande quantidade de hormônios como cortisol ou adrenalina, que produzidos em um nível elevado podem ser prejudiciais. Além disso, o armazenamento de sentimentos ruins contribui com a redução da produção de substâncias benéficas ao organismo e que trazem sensação de bem-estar, como a serotonina. "Esse desequilíbrio na produção hormonal pode interferir no funcionamento cardiovascular, prejudicando a saúde das pessoas", explica a especialista.
Então, como lidar com os processos de dor sem prejudicar o coração? A especialista dá a dica: "por mais difícil que um térmico seja, o ideal é evitar cultivar emoções negativas a respeito do que passou. Quando conseguimos deixar nossa mente quieta, podemos manter o coração tranquilo", ensina a cardiologista.
Fonte: www.personare.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A garota do Blog.

Minha foto
Rio de janeiro, Brazil
Eu tenho medo, mas não me escondo. Eu choro até pegar no sono e acordo depois disposta a vencer tudo. Eu me entrego às vezes até sem pensar. Eu suspiro alto. Eu fecho os olhos nos momentos mais imprevistos, pra sentir melhor, pra ver melhor, com os olhos de dentro. Eu agarro com força e esqueço de soltar. Eu faço caretas e sinto o mundo girando ao redor. Eu sou assim. Meio mulher, meio criança. Uma confusão de verdades e mistérios dentro de um coração que só sabe amar…

Wikipedia

Resultados da pesquisa

Música gospel americana

Loading...

Você é o visitante:

Pesquise neste Blog.

Carregando...

Siga minhas noticias por email