terça-feira, 28 de maio de 2013

Quando se perde o interesse pelo Sexo.



Por que casais que se dão bem afetivamente acabam perdendo o interesse pelo sexo; ficam como "amigos", como "irmãos" e têm dificuldade em resgatar a qualidade da relação de namoro?

Existem alguns gatilhos que provocam esse desinteresse, podem estar relacionados a uma visão negativa da sexualidade, a mensagens anti-sexuais recebidas durante a infância e adolescência. Ou seja, filhos não veem os pais trocarem carinhos, isso dá uma ideia de rotina e esfriamento na relação.

O esfriamento sexual pode ser provocado por um quadro disfuncional no casal ou em um dos parceiros; chama-se desejo sexual hipoativo, onde há diminuição ou ausência completa de fantasias eróticas, desejo e motivação para ter atividade sexual. Trata-se da principal queixa feminina e estima-se que 35% da população brasileira sofra essa dificuldade.

Descartadas as possíveis causas orgânicas como: desequilíbrios hormonais, infecções pélvicas ou DST; causas neurológicas com quadros depressivos, insuficiência renal crônica, entre outros; aí se deve investigar os fatores sociais e psico emocionais que estão presentes no desejo sexual hipoativo.
Além do reflexo do ambiente familiar já citado, também estão presentes fatores agregados à:

Monotonia na rotina sexual
Desinteresse em criar situações prazerosas após o casamento e em namoros de longa duração. Os parceiros tornam-se ‘amigos’ perdem o tesão e o desejo de conquistar e inovar. Muitos casais deixam de sair, de se arrumar, de investir em passeios.

Mágoas acumuladas
Essa ‘lixeira emocional’ compromete a autoestima e tira o colorido das relações.

Baixa autoestima
Fatores que baixam a autoestima são: traições, envelhecimento, desemprego. Muitos homens apresentam após o nascimento de filhos uma atitude de 'estranhamento' e distanciamento da companheira. Unir amor e sexo com a mesma pessoa se tornasse um conflito para o marido - esposa x amante-prostituta x maternidade.

Mas como evitar essa cilada?
1 -Não carreguem culpa ou medo relacionados ao sexo.
Acreditem realmente que sexo é algo gostoso para qualquer idade, sem motivo de vergonha ou repressão.

2- Promova sempre a retomada do prazer corporal, social e relacional. Saiam juntos, resgatem o namoro, as carícias...

3- Atenção à comunicação do casal, cuidado com o tom de voz, com o que fala... Na hora do namoro fica proibido falar de problemas.

4- Estimule o pensar em sexo através de filmes ou contos eróticos, pois associam sedução à conquista sexual.


O prazer deve ser uma meta e vale a pena ser redescoberto para reacender o desejo e dar mais alegria e cor na vida a dois.

Por Arlete Gavranic
uol.com.br
Tema Viagem. Imagens de tema por Galeries. Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog