quarta-feira, 12 de junho de 2013

Viva Um Grande Amor...

Achar alguém especial já não é uma tarefa fácil e manter um relacionamento ou viver um de forma verdadeira e sincera se torna uma tarefa quase impossível.
 Para viver um amor de verdade é preciso se amar, respeitar, aceitar os erros dos outros e os seus.
Amor próprio

Amar a si mesmo é se conhecer, se gostar, se valorizar e entender que o autoconhecimento é uma tarefa que dura a vida inteira. Significa que você dá a si mesmo pelo menos o mesmo valor que dá ao seu amado e sabe que ele tem tanta sorte no amor quanto você. Significa que você não avalia seus pontos fortes e fracos segundo padrões exagerados de autodepreciação nem com a insensatez do egocentrismo, mas com autenticidade e precisão. Amar a si mesmo é perceber seus dons e talentos e colocá-los em prática, reconhecendo seus erros e perdoando-se por eles. É buscar o que há de melhor dentro de você. 
Frequentemente aceitamos um tratamento inferior no amor porque acreditamos que não merecemos mais do que isso. Mas seu amor-próprio é sempre o modelo de carinho que você pode esperar, a verdadeira medida do sentimento que vai dar e receber. Seu coração só pode ter tanto amor quanto você acreditar que ele é capaz de ter. Por isso, cuide melhor de si mesmo, acredite que merece ser bem tratado e então será incrivelmente amado.

Coragem emocional
Ter coragem emocional significa que agora, apesar das possíveis consequências negativas, você se arriscará a demonstrar o que sente e a acreditar em um final feliz. É provável que tudo realmente dê certo, pois a revelação de nossas fragilidades quase sempre nos une mais aos nossos parceiros. (...) São exatamente as coisas que você mais teme dizer ao seu amado que revelarão a ele quem você é.

Você quer ter coragem emocional? Então, sempre que se sentir incomodado por não expor o que tem em mente, tente se perguntar: O que estou deixando de dizer? E depois se pergunte: Por que não estou dizendo isso agora mesmo? Pode ser que haja uma boa razão: ele acabou de ser despedido, as crianças estão chorando, você precisa sair em cinco minutos para uma reunião importante, sua sogra está ao telefone. 
Nesses casos, talvez seja melhor guardar seus comentários para mais tarde. Mas, se não houver um motivo prático e válido para não falar imediatamente, apenas abra a boca e diga o que tem a dizer. Você se sentirá bem e seu relacionamento vai melhorar, já que as duas partes se mostrarão como realmente são.

Aceitar que ninguém é perfeito
Quando nos apaixonamos, esperamos, consciente ou inconscientemente, que a pessoa amada seja perfeita: companheira, amiga, caridosa com nossos filhos e a amante ideal. Os relacionamentos entram em crise quando nos deparamos com a realidade de que o outro é um simples mortal e não a projeção de nossas fantasias. 

Lembrar que ninguém é perfeito o ajudará a aceitar a pessoa amada com suas imperfeições, alimentará sua paciência e o fará compreender que você não é o único a sofrer. Em um nível mais profundo, o estimulará a conhecer as feridas do outro e descobrir como cuidar dele com carinho. Ter consciência de que todos nós temos orelhas rasgadas fará você se sentir menos só, pois o fato de a pessoa amada também ter feridas, significa que você não sofre sozinho – e isso os une ainda mais.
 Fonte: www.oficinadamoda.com.
Tema Viagem. Imagens de tema por Galeries. Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog