sábado, 3 de janeiro de 2015

Mudar é bom... você já mudou?


Gosto muito de falar de mudanças. Para mim, a vida é feita delas, e quem não muda, já está morto e não sabe. Mas, infelizmente, a maioria das pessoas só pensa em mudar no momento em que sente que alguma coisa já lhe escapou das mãos... Essa mudança pode ser verdadeira.
Não acredito muito em mudanças motivadas por fatores externos. Acho que uma mudança só pode ser considerada mudança se vier de dentro. Quando a pessoa sente que ela mesmo já não se basta, não se resolve sozinha, não vence do jeito que é. Quando a pessoa não está mais satisfeita com sua vida.


Eu mesma, confesso, demoro muito para mudar. Às vezes levo anos sofrendo de alguma coisa por dentro até me dar conta de que eu não me satisfaço, eu não me faço mais feliz. Aquela amargura e depressão que nos faz ir parar em consultórios psiquiátricos, aquela sensação de que felicidade é só para os abençoados - e você não é um deles. 
E aí a pessoa tenta, com remédios e terapias, com conversas infindáveis sobre os mesmos assuntos, reencontrar o equilíbrio perdido - ou nunca encontrado. Passamos às vezes anos no fundo de um poço, no meio da lama, chafurdando e tentando nos agarrar a algum braço estendido... quando a solução está bem ali, dentro de nós.
Esse ano tive um insight bem forte. Sabia que teria que tomar decisões sérias e resolvi fazer uma viagem longa para ter certeza. Viajando, reencontrei a mim mesma, depois de muito fugir.


Fui tão longe pra me encontrar
Descobri que na rotina a gente se perde
Rodei mais de 1.500 km
E na volta achei o que tinha perdido
- Ou esquecido. ... Eu mesma!

E foi tão bom reencontrar a mim mesma! Sabia que tinha uma pessoa maravilhosa ali, com suas qualidades e seus defeitos, com sua vontade de viver, com sua alegria e energia! Descobri que ninguém pode me fazer mudar por conselhos ou exemplos, apenas eu posso fazer isso. Posso até fazer as coisas que me diziam para fazer, mas isso tem que vir de dentro de mim para ser verdadeiro.
E sinto que alguma coisa realmente mudou. Sinto que tenho o controle da minha vida. As pessoas podem me ajudar e só o farão se eu tiver a certeza do que quero. Não é fácil, podem ter certeza... mas é muito bom! É como tirar a pele, ou a casca, e ver surgir de dentro algo novo... exatamente como a borboleta!

Fonte: noauge4ponto0.blogspot.com.br

Tema Viagem. Imagens de tema por Galeries. Tecnologia do Blogger.

Pesquisar este blog